Tendências do marketing digital para 2022

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Você já está por dentro do que vai bombar esse ano no marketing digital?
Trouxemos algumas áreas promissoras. Confira quais são para se destacar.

Marketing de influência

O uso de influenciadores é uma grande tendência, principalmente pela expansão do TikTok.

Eles podem ser uma ótima ponte entre seu negócio e seus clientes, claro, se o seu segmento estiver alinhado com o público do influencer escolhido.

Esse é um erro comum pois algumas marcas se atentam somente ao tamanho da audiência.

Claro, alguns gigantes influenciadores tem carta branca para divulgar praticamente qualquer produto mas consequentemente, cobram mais caro.

Dados de 2021 coletados pela YOUPIX em parceria com a AlgoritmCOM revelam que  o aumento dos budgets investido em marketing de influência foi de 68%  (de 2019 para 2021, entre 300 mil e 1,5 milhões por ano).

Muito além de dancinhas no TikTok  ou vidas luxuosas no Instagram, hoje até animais ou ‘’personagens’’ são influenciadores digitais.

Identifique o @ que mais faça sentido com a sua marca e o seu público e invista pois vale muito a pena, inclusive, nem sempre eles cobram em dinheiro, também há muita parceria e permuta, o que pode ser muito bom para o seu bolso.

Importante: Foque também na conduta do influenciador, nas bandeiras que levanta e posicionamentos. Muitas marcas já foram ‘’canceladas’’ por não se atentarem a isso.

Marketing conversacional

O marketing conversacional automatiza conversas através de interfaces auditivas ou visuais, tornando o diálogo com o cliente muito mais humanizado.

Ele vai te ajudar a trazer mais leads e leads mais qualificados.

Com o avanço da tecnologia, em alguns casos fica quase impossível distinguir o atendimento de um humano com o de um bot.
Imagina você ter alguém para atender o público 24 horas por dia, 7 dias por semana e com respostas instantâneas.
E ainda por cima poder tomar decisões com base na mensuração dos resultados, que é mais uma grande vantagem desse tipo de comunicação.

Isso é possível através do marketing conversacional!

Marketing inclusivo

A inclusão social é um assunto cada vez mais presente nas nossas vidas.

As marcas estão percebendo a importância de trazer diversidade para as suas campanhas.
A tendência é se posicionar. Marcas que ‘’ficam em cima do muro’’ não tem sido vista com bons olhos pelo público.
É nítido como a sociedade está mudando nesse sentido, e ainda que estejamos longe do ‘’ideal’’ em termos de respeito e tolerância, e em alguns casos até regredindo, podemos sim notar um avanço.


Vivemos tempos conturbados, de polarização e opiniões muito divergentes. Se comunicar com a geração mais antiga muitas vezes não é tarefa fácil mas a inclusão sempre vai ser o melhor caminho, faça isso de forma genuína, vai ser bom pra você, para o seu negócio e para as pessoas incluídas.

Social Commerce

Social commerce é o uso das redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram para promover e vender os seus produtos e serviços.
É o aumento dos canais de venda para melhor a experiência do comprador.

Seth Godin, um dos principais nomes do marketing atual já disse:

“Você pode usar as mídias sociais para transformar estranhos em amigos, amigos em clientes e clientes em vendedores”. 

Social Commerce é sobre isso.

Para as empresas é integrar o e-commerce com as redes sociais.
Sabemos que o Facebook e o Instagram já possibilitam a comercialização de produtos dentro da plataforma mas em breve, tanto eles quanto o WhatsApp que recentemente passou a aceitar transferências de dinheiro, passará a contar com checkout.

É fundamental se atentar a otimização das redes e criar conteúdos compartilháveis.

Para o cliente, é a oportunidade de interagir mais com as empresas e fazer sua compra muito mais rápido.

TIKTOK

2022 será a consolidação do TIKTOK.
Precisou de um empurrãozinho pra esse carro pegar ( leia-se bom investimento em mídia ) e agora ele conseguiu a façanha de se fazer MUITO presente nas redes concorrentes.

Se você quer atingir um público de 10 a 50 anos, investir nessa plataforma é o caminho.

Você não precisa dançar se não quiser, tá tudo bem!
Mas há diversos tipos de conteúdo que você pode criar lá que vão de acordo com o que também é uma grande tendência: vídeos curtos.


As pessoas se acostumaram em consumir conteúdos rápidos e as marcas tiveram que se adaptar,
Quem diria que teríamos comerciais de 5 segundos, não é mesmo?


Conteúdos de áudio

Baixo custo, grande retorno.
Você não precisa ter um estúdio e todo equipamento profissional de grandes Podcasts.
O importante é o conteúdo e claro o mínimo de qualidade no microfone.
Eles tem um apelo mais educativo, ao mesmo tempo que proporcionam descontração.

Podem ser ouvidos em qualquer lugar, fator fundamental nos dias corridos de hoje.

É ótimo para fortalecer a sua marca pois ajuda a se posicionar como autoridade, aproxima a marca do seu público e reforça a personalidade do seu negócio, o ajudando a se diferenciar da concorrência.

Por aqui nós temos o nosso Podcast Ticket Agora, clique aqui pra dar uma conferida.


Essas são algumas das tendências para este ano mas sabemos o quanto imprevisível isso pode ser.

A ascensão de novas tecnologias e novas mídias sociais é cada vez mais veloz tornando meio impossível a tarefa de prever o que vem por aí.

Poderia, por exemplo, citar o Metaverso aqui, mas quem se arrisca a dizer se, quando e como essa moda vai pegar?

Vale ficar de olho, é sempre bom estar a frente dos concorrentes.

Inscreva-se na nossa newsletter

    Inscreva-se na nossa newsletter

      Participe da nossa comunidade

      Outros conteúdos